top of page
  • irineufdaniel

Resenha de "O Senhor dos Anéis"

Já faz muito tempo que desejo fazer uma resenha sobre "O Senhor dos Anéis", o livro escrito por J.R.R. Tolkien e publicado em 1954. Na verdade, eu sempre fui um grande fã dos filmes dirigidos por Peter Jackson e, por causa disso, tenho vontade de ler a história original há muitos anos. Porém, só recentemente li a trilogia e agora farei minha resenha, que na verdade é mais como uma análise sobre o livro, comparando com alguns pontos dos filmes. Primeiro falarei sem spoilers, para aqueles que ainda não leram os livros ou viram os filmes, depois falarei de detalhes.

Os livros são uma trilogia, com o primeiro sendo "A Sociedade do Anel", o segundo sendo "As Duas Torres" e o último "O Retorno do Rei". Porém, quando Tolkien escreveu a história, ele escreveu um único volume e dividiu a história em três partes a pedido da editora (até porque os três livros juntos têm mais de mil páginas).

Quando você lê os livros, fica óbvio que ele realmente dividiu a história e não tinha intenção de fazer volumes separados. Mas não acho que isso seja um problema, muito pelo contrário, os livros são uma história fantástica em todos os sentidos e não me incomodei em estar lendo mais de mil páginas, porque a história era incrível de se ler, tão boa, que eu não me incomodava se tivesse que ler por muito mais tempo.

A história começa com um hobbit, uma espécie de pessoas muito pequenas, menores ainda que os anãos (nos livros de Tolkien é "anãos" e não "anões"). Os hobbits vivem uma rotina tranquila, cheia de refeições e sem nenhum grande problema na sua terra, que se chama "Condado". Algo a se ter em mente é que O Senhor dos Anéis é uma continuação de "O Hobbit ", mas não é necessário ler um para entender o outro. Quando Bilbo Bolseiro faz seu aniversário de 111 anos, ele deixa o Condado e todas as suas propriedades para Frodo Bolseiro, seu parente mais próximo.

Junto com as coisas que Frodo herdou havia um anel mágico muito misterioso e peculiar. O mago Gandalf, que é um amigo próximo de Bilbo, começa a suspeitar do anel e descobre que esse é o Um Anel forjado pelo Senhor das Trevas (e o Senhor dos Anéis) Sauron. Esse Inimigo foi derrotado em uma grande batalha há mais de mil anos, mas seu espírito continua vivo e o Anel é uma arma criada por ele para escravizar e corromper todos os seres. Agora que Sauron está se erguendo em seu terrível poder para escravizar toda a Terra-Média, Gandalf confia em Frodo para fugir em segredo com o Anel e eventualmente destruí-lo onde foi forjado, na terra de Mordor, o reino de Sauron.

Essa é a sinopse da história, mas seria preciso muitas páginas para abordar todos os temas e personagens do livro.

Agora, falando sobre a minha leitura, algo que sempre me impediu de começar a ler é que todos falavam que era uma leitura difícil e cansativa, uma leitura onde Tolkien ficava descrevendo uma árvore por muitas páginas. Porém, isso não é verdade e não achei a leitura cansativa ou descritiva demais. É verdade que há momentos onde Tolkien "enrola" um pouco, mas na verdade ele está contando a história de um povo ou de uma cidade e isso demora um pouco. Então depende um pouco do leitor, alguns podem achar interessante e outros nem tanto.

Por exemplo, Tolkien fica um tempo descrevendo a cidade de Bri e como ela se formou e qual era a sua relação com os Hobbits. Isso eu achei interessante porque o filme não explica muito sobre a cidade, que parece conhecer bem os hobbits, quando outros povos só ouviram falar deles em lendas. Porém, o primeiro livro começar fazendo uma descrição da história da erva que os hobbits fumam e como eles começaram fumar, isso eu já achei engraçado (e talvez um pouco desnecessário). Talvez porque eu nunca me importei muito com os hobbits e sempre os achei a parte menos interessante dos filmes. Depois que Frodo e seus amigos, Sam, Merry e Pippin, saem do Condado, a leitura não pareceu cansativa para mim em nenhum momento dos três livros. Sendo bem sincero, eu gostei mais de "O Senhor dos Anéis" do que de "O Hobbit" (MUITO mais).

O autor, Tolkien, é claramente um grande escritor e algumas coisas me deixaram bem impressionado no livro. Uma coisa que eu achei fantástica é que todos os acontecimentos da história estão em um calendário que nunca se perde no decorrer dos livros e o calendário do Condado é diferente do calendário de Gondor, mas ele segue os acontecimentos sem se perder. Há uma parte que ilustra isso em O Retorno do Rei:

"Na direção oeste do mundo aproximava-se o meio-dia do décimo quarto dia de março no registro do Condado, e naquele momento Aragorn liderava a frota negra vinda de Pelargir, e Merry descia, cavalgando com os Rohirrim, o Vale das Carroças-de-Pedra, enquanto em Minas Tirith as chamas se erguiam e Pippin via a loucura crescendo nos olhos de Denethor." Esse parágrafo é apenas para situar o leitor de quando essas coisas aconteceram, depois de tudo já ter sido dito em capítulos anteriores. Nesse parágrafo ele situa três histórias diferentes que estavam acontecendo ao mesmo tempo. Portanto, manter um calendário por mais de um ano, durante três livros é algo bem impressionante.

Outra coisa impressionante é a beleza da forma como Tolkien escreve e como ele consegue fazer momentos felizes muito bonitos e momentos sombrios verdadeiramente macabros e assustadores. Como quando ele começa a descrever a aranha gigante "Laracna" (que é muito mais do que uma aranha) é uma descrição verdadeiramente assustadora e macabra. Outro exemplo é em A Sociedade do Anel, quando uma árvore tenta matar Merry e Pippin e ele descreve a cena tão bem que até as árvores parecem ser seres malignos e assustadores.

Outra coisa para se ter em mente quando se lê esse livro é que O Senhor dos Anéis e O Hobbit são apenas dois (tecnicamente 4) livros na literatura do Tolkien, que conta a história da Terra-Média. Outros livros são: O Silmarillion (muito bom, recomendo), A Queda de Númenor e alguns outros. Então é por isso que há muita descrição sobre os lugares e sobre os povos, porque há mais histórias sobre essas coisas que o autor está referenciando.


Agora vou falar com Spoilers:


Há muitas diferenças entre os filmes e os livros e claro que eu preferi os livros, mas ainda considero os filmes incríveis e até adaptações perfeitas, tão boas quanto poderiam ser. Sério, eu não acho que existem outros filmes como O Senhor dos Anéis, os diálogos são bem escritos, a trilha sonora é perfeita, as cenas de ação e de guerra são épicas. Até os romances são incrivelmente bonitos. Porém, há grandes diferenças entre os filmes e os livros.

Uma das coisas que eu gostei é que os Hobbits são muito mais úteis nos livros do que nos filmes. Nos filmes eles sempre me pareceram chatos e desnecessários, porém nos filmes eles são de mais ação e mais sábios e mais respeitados também. Frodo, por exemplo, eu nunca gostei dele nos filmes, achando ele chato e inútil, mas nos livros ele é quase outro personagem. Frodo é mais sábio e age na hora do perigo. Ele está sempre lutando contra a tentação do Anel (que é mais sombria, forte e descrita nos livros do que nos filmes) e ainda luta. Quando o Feiticeiro-Rei dos Nazgûl ataca Frodo, ele salta na direção do Feiticeiro-rei e o atinge com sua espada. E em Moria, ele salva a vida de Boromir contra um trol.

Além disso, Frodo nunca é enganado e manipulado por Gollum, como é nos filmes. Frodo sempre soube que Gollum era traiçoeiro e o controlou bem até que Gollum trai Frodo e Sam ao mesmo tempo, deixando os dois na caverna de Laracna.

O poder sombrio do Anel é mais terrível nos livros do que nos filmes também. Quando Sam coloca o Anel no Retorno do Rei ele imediatamente sente uma força puxá-lo para o chão, tentando derrubá-lo e pensamentos malignos surgem na sua mente para tentar enganá-lo, coisas que Frodo sempre sentia durante os livros. Outra coisa é que Frodo está sempre sentindo a presença de Sauron que vai ficando mais forte quando eles se aproximam de Mordor, mas Frodo nunca cede. Pelo menos até chegar onde o anel foi forjado, onde nem mesmo a magia de Galadriel poderia ajudá-los, porque naquele lugar o poder de Sauron era absoluto.

Outra coisa importante é que a longa descrição sobre os hobbits no início da história acaba sendo muito importante para o final do Retorno do Rei. No livro, quando os hobbits retornam para o Condado, Saruman tomou, destruiu e escravizou o Condado. Frodo, Sam, Merry e Pippin precisam libertá-lo. Esse momento mostra como os hobbits cresceram e evoluíram durante a história, se transformando em líderes e guerreiros, especialmente Pippin que nos filmes é sempre meio tapado, mas nos livros é bem menos. Essa história também mostra que Merry e Pippin são guerreiros, mas Frodo é um líder pacifista e extremamente sábio, conseguindo ver por trás das manipulações de Saruman.

Saruman até mesmo tenta matar Frodo, mas sua camisa de Mithril o protege e depois Saruman é covardemente assassinado pelo Língua-de-Cobra (sinceramente, Saruman mereceu).


Agora falando sobre Gandalf. Eu achei que os filmes fazem Gandalf parecer muito mais fraco e menos sábio. Nos livros ele nunca luta contra Saruman (e, portanto, não perde contra ele). E não é Saruman que impede que a Sociedade do Anel passe pelas montanhas, é a própria montanha que luta contra eles (eu até entendo o filme ter mudado isso para dar um inimigo mais visível e menos abstrato. Porém, isso faz Gandalf parecer mais fraco que Saruman). Gandalf também luta contra a força de Sauron (quando Frodo coloca o anel para fugir de Boromir) e dá forças para Frodo conseguir tirar o anel e escapar do olhar de Sauron.


Aragorn não é relutante a se tornar o Rei de Gondor nos livros como é nos filmes, porém nos livros ele tem alguns dons que não aparecem nos filmes. Nos livros Aragorn tem o dom da cura e é ele quem salva a vida de Faramir, Merry e Éowyn. Aragorn também é um pouco profético e fala coisas que acabam se realizando durante o livro, como se ele tivesse a sabedoria para ver mais longe que outras pessoas. Ele fala que Gandalf encontraria seu fim em Moria se eles fosse para lá, e é exatamente isso o que acontece.


Algumas mudanças nos filmes, eu preferi um pouco. Por exemplo, nos livros não é Arwen quem salva Frodo em "A Sociedade do Anel" e não é ela quem invoca o rio para derrotar os Nazgûl. Quem salva Frodo nos livros é Glorfindel e quem enfeitiça as águas do rio é Elrond e Gandalf. Na verdade, Arwen tem MUITO mais destaque nos filmes do que nos livros, incluindo sua história com Aragorn e seu amor. A história dos dois só é contada com mais detalhes no Apêndice que fica no fim do Retorno do Rei (que é muito importante para se ler).

Mas existe um detalhe muito legal nos livros envolvendo Arwen. Ela conversa com Frodo depois de casar com Aragorn e dá presentes para Frodo para protegê-lo da sombra e dos ferimentos por ter carregado o anel por tanto tempo. Arwen também desiste de sua vida imortal e cede seu lugar no navio para Frodo poder ir embora para as Terras Imortais. Embora ele também tivesse o direito de ir por ter sido um dos portadores de um dos anéis de poder. Porém Arwen quis ajudar Frodo e entendia que ele não podia ser curado do mal do anel neste mundo mortal.


Faramir também é algum muito mais sábio e respeitável nos livros. Ele nunca fica tentado pelo anel como fica nos filmes e ajuda Frodo de livre e espontânea vontade. Acho que nos filmes quiseram dramatizar um pouco o encontro dos dois e estender um pouco o problema, porque a parte com a aranha Laracna é em "As Duas Torres" nos livros, mas fica no terceiro filme. Denethor também é mais sábio e poderoso nos livros (embora igualmente louco no fim de tudo).


No livro também vemos o final da vida de todos os personagens principais. O que eu achei mais legal vou escrever aqui: Depois da morte de Aragorn, Legolas constrói um barco e vai com Gimli para as Terras Imortais. Gimli ficou conhecido como amigo dos elfos por sua amizade com Legolas e queria ver Galadriel mais uma vez. Dizem que Galadriel pode ter conseguido a dádiva para ele de poder entrar nas Terras imortais. (E como está no livro, deve ser verdade).


E essa é minha resenha de O Senhor dos Anéis.

Tem mais alguma coisa que você gosta que eu não comentei?

Sintam-se livres para escrever nos comentários.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

تعليقات


bottom of page