top of page
  • irineufdaniel

Resenha de "Coraline"

Provavelmente você já assistiu o filme de 2009, Coraline e o Mundo Secreto. Talvez você tenha sido uma das muitas crianças que perderam noites de sono depois de assistir essa história intrigante, mágica e sinistra.

Se você é como eu, você pode ter demorado para descobrir que o filme é baseado em um livro escrito por Neil Gaiman. Quando descobri que existia um livro, tive que ler a história para saber se o livro era tão sinistro quanto o filme ou até mesmo para descobrir se o filme tinha sido uma adaptação fiel.

Agora, estou escrevendo essa resenha tendo o livro em mente, mas falarei um pouco sobre o filme também.

Como eu comentei antes, o livro foi escrito pelo autor Neil Gaiman para sua filha que gostava de histórias assustadoras. Ele conta a história de uma menina chamada Coraline que se mudou recentemente com os seus pais para uma nova casa.

Nessa casa, existe uma porta na parede que não leva para lugar nenhum. A mãe de Coraline abre a porta e a menina vê, com grande decepção, que a porta abre para uma parede de tijolos vermelhos. Porém, a porta não é imediatamente trancada e guarda a passagem para um mundo estranho e pequeno, onde existem cópias de seus pais que não querem que ela volte para casa.

Se você já assistiu o filme no passado, saiba que o filme é uma adaptação bem fiel. A maior diferença é que no filme Coraline tem um amigo chamado Wybie e no livro esse personagem não existe. As outras diferenças são apenas detalhes, como: Coraline é mais inteligente e desconfiada no livro e nunca confia de verdade na sua "outra mãe", a porta no livro tem um tamanho normal e a passagem também é diferente, sendo mais comum e também mais assustadora (Isso porque no livro é dado a entender que a própria passagem para o outro mundo é uma espécie de ser vivo ainda mais antigo que a "outra mãe").

Na verdade Coraline é tão mais prudente no livro que ela é obrigada a voltar para o outro mundo uma segunda vez (não vou contar o motivo para evitar grandes spoilers), quando no filme ela vai de boa vontade pela passagem mágica para visitar os "outros pais".

O livro tem uma fantasia misteriosa e fascinante. Meu personagem preferido sempre foi o gato que pode conversar com Coraline e, depois de ler o livro, continuou sendo. No livro ele fala ainda mais coisas misteriosas sobre a natureza da outra mãe, do mundo onde eles estão e até mesmo sobre ele próprio.

Além disso, no livro, o gato não "fala" exatamente, Coraline descreve como se ela conseguisse ouvir a voz dele dentro de sua mente, como se ela estivesse pensando, embora fosse claramente a voz de um homem. Isso é um detalhe interessante, porque no mundo real, ela ainda é capaz de interpretar as expressões do gato e entender o que ele quer dizer.

O livro é curto, simples e divertido. Definitivamente é uma leitura que eu recomendo, especialmente se você gosta do filme.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page